Páginas

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

A foto

Uma amiga minha, a Dani, me convidou para dar uma entrevista para um jornal veiculado na intranet da empresa onde nos conhecemos, no Rio Grande do Sul. E me pediu algumas fotos.
Ok, entrevista respondida, faltavam as fotos. Só encontrei uma foto minha e com meu marido e minha filha, a foto que estava sozinha estava com os cabelos longos, e por aí vai. Uma mais velha que a outra. Umas de um, dois anos atrás, inclusive algumas em que eu estava uns 15 kg mais gorda (e essas eu não mandaria nem mesmo sob tortura). Meu marido não estava em casa e eu não estava muito a fim de esperá-lo. Tive a genial idéia: vou fazer um auto-retrato!

Que tragédia! Primeiro tentei eu mesma segurar a câmera e o resultado não foi dos melhores. Parecia que eu só tinha nariz... Aliás, acho que nunca tinha reparado que tenho o nariz tão grande... A máquina ficou muito próxima do meu rosto... Todos os defeitos pareciam aumentados.

Outra dificuldade, manter os olhos abertos com a claridade do flash. Meus olhos já são pequenos, junte-se isso o astigmatismo. Quanto mais eu tentava abrir os olhos, mais estranha eu ficava.
Vi que esta maneira de tirar fotos não estava das melhores, coloquei a máquina sobre o monitor do computador e a programei para bater a foto automaticamente. A primeira foto não saiu tão ruim, mas me achei muito branca. Fui passar um pouco de maquiagem para ver se melhorava a cor, aproveitei para ver se com pó compacto e base o nariz poderia parecer menor. Continuei muito branca e o nariz não diminuiu. Decidi trocar de roupa: bata branca, parede branca, eu branca... Só aparecia o olho, o cabelo e o batom.

Vesti uma jaqueta preta por cima da bata, piorou. Jaqueta de couro preta por cima de bata hippie branca... nada a ver, ainda se fosse uma jaqueta de couro cru.

Tirei a blusa e vesti apenas a jaqueta. Ficou um pouco melhor, mas ainda assim não consegui fazer o enquadramento dos retratos utilizando a máquina no modo automático.

Impressionante como todo adolescente consegue tirar uma foto de si mesmo! Talvez por isso eu não tenha conseguido, saí da adolescência já faz um tempinho.

Acabei mandando umas fotos um pouco mais antigas... Melhor uma foto antiga bonitinha que uma nova esquisitona.

3 comentários:

Daniela Figueiredo disse...

Hahaha, parece eu tirando foto de mim. Lá na 56ª tentativa eu consigo acertar uma! As fotos ficaram ótimas, e esta do teu perfil também está muito boa. Com o tempo a gente pega prática, mas tenho inveja de alguns adolescentes. Cada foto produzidíssima vejo por aí...
Beijão.

@ Patty @ disse...

Oi Kika,
Brigada pela visita no meu blog e pelo carinho ...
Adorei seu post, dei risada, é verdade, os adolescentes tiram ótimas fotos deles mesmo né?
kkk
bjinhos querida

Vítor Andrade disse...

Nenhuma foto á capaz de demonstrar a beleza que essa mulher tem....